. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




22 de agosto de 2009


As duas meninas de 5 anos me olhavam com espanto e uma certa incerteza assustada. Tive um súbito e horrorizante lampejo da mulher na qual posso me transformar se não tomar cuidado: a Louca Tia Liz. A divorciada de vestido comprido, com os cabelos pintados de laranja, que não come laticínios, mas fuma cigarros mentolados, está sempre acabando de chegar de seu cruzeiro astrológico ou terminando com seu namorado aromoterapeuta, joga tarô para crianças pequenas e diz coisas do tipo: "Vá buscar outra bebida para a tia Liz, amoreco, e eu deixo você usar meu anel que muda de cor..."

(pág. 108)

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online