. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




18 de abril de 2009


Embriagapost.

Saudaaaaaade disso aqui.

Ai, é tudo tão estranho. Cancelar orkut, largar msn, esquecer blog e o mundo virtual com seus males ABSURDOS...faz falta, alguma falta, mas faz. De leve. Nada que contamine nem me faça voltar.

Só queria dizer que essa coisa de amor é estranha demais. Homens e mulheres vivem tempos diferentes...o momento que o homem se apaixona já é o momento de afastação da mulher, que, coitada, anda sempre na frente. Sim, coitada...se contenta com o 'aqui se faz, aqui se paga'. Homens, morraaam!

Mas nada...né assim não, minha gente. Porque mulher também se fode na vera. Mesmo nesse momento de afastação, de maturidade, de querer ser aaaaa adulta. Sei lá, mulher se apaixona no começo, homem no final...quase regra. Inferno isso. Mas mulher se fode sempre, no começo e no final.

Sentimento de perda, de troca, de possessividade, de competição e o djabo a quatro. Mesmo quando acabam os outros.

É assim. Foda, mas é. Será que eu um dia terei estômago para viver tudo isso de novo ou é melhor se aposentar agora?!

:X

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online