. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




10 de setembro de 2007


Parte II - Pára-raios de problema alheio

Sabe aquela coisa "pânico de semi-conhecidos?", comigo tá se manifestando o "pânico de problemas de semi-conhecidos", como no post aí abaixo. Já nem atendo telefone da minha casa com medo que seja alguma tia, amiga da mãe, gente de longe, devedor da justiça, pessoa procurando emprego ou alguém que nem me conhece querendo desabafar. Sim, já aconteceu. Aliás, véééeve acontecendo. Agora o telefone toca e vai junto meu grito atende-que-não-é-pra-miiim variando com se-for-pra-mim-eu-não-tô. Pior é quando o celular toca, já me tremo dos pés à cabeça.

E morar em prédio? Conviver com interfone e elevador? Semana passada mal abri a porta, veio uma senhora me implorando para que eu tirasse o dente da neta, assim no cru. Porque a coitada não consegue comer mais, que vive reclamando, que eu podia ajudar, precisava nem de anestesia. As pessoas confundem não-gostar-de-criança com fazer-maldade-com-crianças. Deus me livre, ainda quero freqüentar o limbo, ao menos ter uma chance antes de ir direto pro inferno.

Mas hoje foi o auge. OOO AAAAUGE. Euzinha aqui, desempregada da silva, com a conta bancária piscando em vermelho-neón e me chega um email. Cidadão me enviando currículo para que eu consiga emprego pra ele. Uma coisa é uma vizinha pedir um favor, meio que sem pé nem cabeça e com alto grau de crueldade, sabendo que por profissão, eu poderia fazê-lo. Outra completamente diferente é alguém achar que tem escrito na minha testa: agência de emprego.

O QUE TÁ ACONTECENDO COM TODO MUNDO, HEIN?? UMA CARÊNCIA GENERALIZADA?? FALTA DE OUVIDOS AMBULANTES POR AÍ?? FALTA DE DINHEIRO PARA PAGAR PSICÓLOGO??

Tenho pena mesmo é dos médicos. Vocês sabiam que grande parte das pessoas que freqüentam uma sala de espera não tem doença alguma? Inventam examezinhos de rotina ou uma dor na unha do pé esquerdo para ficar uma tarde inteira ocupando o ouvido dos outros. Matando a carência. Se não fossem por alguns médicos safados que comem as enfermeiras e pacientes nos plantões da vida, eu diria que todos eles mereciam uma canonização.

Aff.

* abuso *

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online