. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




20 de agosto de 2007


Mais "Maquina de Pinball"

"Volta a fita. Dezessete anos. Meu primeiro amor, aquele que sempre dói muito e que me fez chorar e emagrecer dez quilos e perder a dignidade e ficar magrinha e doente sofrendo embaixo da mesa do meu quarto..."

"Nunca mais vou conseguir ouvir jazz sem lembrar dele. E quando ouvir jazz sozinha vai doer, porque vou saber que ele está com outra pessoa. Ou sozinho. Não importa, ele não vai estar comigo. Dorzinha. Queria ele lindo dormindo na minha cama e acordando e acendendo um cigarro. Lindo. Paixão e dor caminham de mãos dadas, mas que se foda a dor. Eu quero ele. Quero ele e só ele agora. E agora não dá."

"Algumas vezes tive vontade de mandar ele enfiar aquele arzinho blasé no cu, mas logo passava e ele ficava lindo de novo...Ele é lindo, o mais lindo, o mais inteligente, tem olhos mais verdes e brilhantes e eloqüentes do universo inteiro. Dá pra ver os pensamentos dele por ali. Nunca gostei de olhos verdes, mas os dele são os mais lindos porque são dele. Ele pode tudo. Ele pode qualquer coisa. Lindo. Tudo em dois dias: farpas, identificação, fascínio, seis horas de ônibus, um abraço que disse quase tudo, beijos, beijos, beijos. Muitos beijos. Flash-back. Dezessete anos. Paixão adolescente, acho que o sujeito é perfeito e tenho vontade de me acoplar nele e dormir junto pra sempre e comer pipoca no cinema e passear no sol e ver os patinhos no parque e andar de pedalinho e esperar anoitecer e olhar o céu..."

(by Clarah Averbuck).

É gentem, contruindo castelinhos de areia na beira da praia.
Mas enquanto a maré anda braba e a chinela velha do meu pé cansado sendo levada pelo mar, tem que se contentar com os meros mortais. Pra não terminar é endoidando!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online