. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




27 de agosto de 2006


O que há!


CONTA OUTRA
(Maria Rita)

Conta outra
nessa eu não caio mais
já foi-se o tempo em que eu pensei
que você era um bom rapaz
Corta essa
de querer me impressionar
Coisa boa é Deus quem dá
besteira é a gente que faz

Você jurou pra mim que foi doença
Que te impediu de vir me encontrar
O mundo é bem menor do que 'cê pensa
e ontem já vieram me falar
Que você tava lá
no baile da comunidade
Bebendo e se acabando de dançar
Mas eu não caio do salto
não grito, não falto com a minha verdade
Sinceridade, sai que a fila tem que andar

Depois de te deixar na geladeira
eu resolvi te dar colher de chá
é dura a tua cara de madeira
tão dura que bastou eu me virar
E você tava lá
jogando todo o teu feitiço
pra cima da mulherada lá do bar
Mas eu não caio do salto
não grito, não falto com a minha verdade
Sinceridade, sai que a fila tem que andar...

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online