. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




9 de julho de 2006


Uma noite inteira sem dormir, bastante divertida, regada a bebida polonesa, vodka e amigos dos melhores.

Telefonemas, mensagens, um impulso numa hora surreal. Um caminho que não tinha mais fim. O sol forte cedo da manhã depois de um dia de chuva. O som muito alto. Uma avenida enorme e um destino desconhecido e estranho. Velocidade razoável só para sentir o vento.

Eu quase me perdi.

Lembro do cara sem dente na rua para quem eu pedi informação.

Me deu a informação errada, maldito. E eu rodei uns 15 minutos forçando a minha memória para achar aquele lugar.

Tava tudo errado. Ficava muito longe, anos-luz dali.

Mas tinha aquela pizzaria e nessa hora veio um filme de uma época mágica da vida.

Recorri à memória fotográfica e terminei achando.

...era aquele mesmo velho lugar...parado ali como se o tempo não tivesse passado...

Momento só meu e sensação de liberdade que há um ano não sentia.
Me senti sendo eu de novo, sem todas aquelas partes que me roubaram!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online