. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




13 de março de 2006


Conversa dentro do carro, no meio do trânsito:

- Na próxima vida eu vou querer nascer alta de novo!
- De novo? E desde quando tu é alta, mãe?
- Sabia não? Eu já fui alta, minha filha! Era linda, mas nunca dei valor.
- Quando foi isso? Cortasse metade das pernas foi?
- Nããão, né? Fui alta na outra vida, besta!
- ...
- Eu era alta e casada com seu pai. Mas a gente morava em outro país.
- ...
- Ahhhh, a gente usava umas roupas liiiindas. Medievais, sabe?
- ...
- Ah, deixa pra lá. Você nunca acredita em mim!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online