. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




20 de novembro de 2005


Sexta-feira foi muito sem noção. Eu tava planejando uma festinha no apê, acontece que por causa da enxaqueca que me tornou uma completa inútil por dois dias, nem tive tempo de organizar nada. Então terminamos transferindo pro apê de Silvinha, que mora só! E no lugar de uma festa, era pra ser uma reunião dos amigos.

Acontece que o resultado foi uma cachaça escabrosa até às 7 da manhã. Apareceram umas pessoas que jamais vi na vida, inclusive Jeremias José - o bêbado da tv. A dona da casa engoliu um gravador com a função repeat ligada e durante a noite inteira só se ouvia a voz dela "matei tua mãe? matei teu pai? matei tu? Apôi vai te fudê, carai! Eu bebo com meu dinheiro, carai!".

O menino das bochechas rosadas andava com um liquidificador com uma mistura de suco de uva, morango, pimenta e vodka, enchendo os copos vazios.

A menina do cabelo vermelho, até então desconhecida pela dona da casa, chegou trazendo todo o estoque de gelo do Recife.

Analisando pelo lado mais frio da coisa, foi realmente uma piração em conjunto. Uma se trancou no escritório e não quis papo com seu ninguém, depois se escondeu pelos andares do prédio. Outra foi atrás sem nem saber do que se tratava. A outra foi atrás da outra que foi atrás da que se escondeu, só que o prédio estava todo escuro e isso deve ter causado alguma confusão maior ainda para se acharem.

Um ficou sonâmbulo, tentando dormir numa cama quebrada, falando com a língua enrolada. Teve uma que se mandou e disse até que se despediu, mas eu jamais lembro disso.

Teve também o pobre do Ão Ão Ão Marcelo Garanhão. Coitado, o nome dele nem era Marcelo e ele também nem fazia jus a essa fama. Até agora não sei de onde tiramos a rima.

Teve gente que chegou de manhã e já entrou invadindo quartos, camas, fotos, vídeos...sim, vídeos. Por sinal nem é bom tocar nesse assunto.

Só que o melhor de tudo foi no sábado. A galera vomitando a alma, na solidão de sua ressaca mortal.


posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online