. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




9 de março de 2003


A sua maneira.

Ela dormiu no calor dos meus braços
E eu acordei sem saber se era um sonho
Algum tempo atrás pensei em te dizer
Que eu nunca cai nas suas armadilhas de amor

Naquele amor a sua maneira
Perdendo meu tempo a noite inteira

Não mandarei cinzas de rosas
Nem penso em contar os nossos segredos

Naquele amor a sua maneira
Perdendo meu tempo a noite inteira

Ela dormiu no calor dos meus braços
E eu acordei sem saber se era um sonho
Algum tempo atrás pensei em te dizer
Que eu nunca caí nas suas armadilhas de amor

Naquele amor a sua maneira
Perdendo meu tempo a noite inteira
Ela dormiu no calor dos meus braços

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online