. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




8 de março de 2003


Já tô eu de novo procurando confusão. Acho que é sina. Uma sina masoquista.

Palavras duras em voz de veludo:
Preciso mesmo é seguir os conselhos do meu amigo Renato. Me passou o maior sermão e fez ver que talvez a culpa de tudo seja minha. De tudo o que acontece e que eu reclamo tanto. Aí fico olhando pro teto e repetindo: a culpa é minha, a culpa é minha, a culpa é minha...

Mas não tem como colocar isso na cabeça não. Vou continuar errando. Me fodendo e errando de novo. Errando de novo e me fodendo. Até o dia que eu CONSEGUIR seguir o que ele me diz...que é tão difícil, não sabe ele! Errar é delicioso, é tentador, é sempre a coisa mais fácil a se fazer...foda são as conseqüências!

* Esse post não apresenta entrelinhas, mesmo que pareça. São só palavras sem sentido algum.

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online