. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




12 de fevereiro de 2003


Sabe aquela sinceridade que só família tem? Sabe aquilo que só pai, mãe e irmãos têm coragem pra falar na cara, sem pena? Pois pronto, minha família, além de doida, é muito sincera. Mas sincera assim...

- Menina, tu tá horrível, parecendo um fantasma! Muito branca e olha só tuas olheiras.
(minha irmã falou olhando pra mim)
- É, eu já sei, mas não precisa me dizer assim na lata não!
- Faz alguma coisa, né?
- Tive uma idéia. Vou pintar meu cabelo de preto. Bem pretão!
- AFFFF, socorro...correrão com medo de tu na rua!

Ainda por cima hoje eu inventei de tirar foto 3x4. Aquela coisa de início de período de faculdade. 12 fotos, coisa pra não acabar mais. Foi uma comoção universal aqui em casa. De repente, chego na sala e todos estão discutindo sobre minha (miiiinhaaaa porra!) 3x4. Termina com a frase do meu pai:
- É, essa foto foi infeliz!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online