. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




3 de fevereiro de 2003


Preciso contar essa. A tal Renata aí na história não sou eu!

Juliana e Renata no mermo lugar. Combinam de voltar juntas pra casa, Renata tá de carro. Renata fica com um boyzinho e se desencontra de Juliana. Juliana termina ficando com a chave do carro de Renata. Juliana quer ir pra casa, procura desesperadamente por Renata, não acha! Decide ir embora com o carro de Renata e esperar ela ligar pra ir buscá-la. O carro atola. Juliana pede carona a dois desconhecidos. Os dois desconhecidos terminam ajudando a desatolar o carro. Juliana vai embora com o carro. Renata fica. Perdida.

Juliana, em casa, fica preocupada porque Renata não ligou ainda. As horas passam e nada de Renata. Tempos depois Renata chega em casa, louca da vida. Encontra Juliana. Conta que havia se perdido do boyzinho e foi pegar o carro pra ir embora (com que chave?) e viu que o carro tinha sido roubado. Chegou em casa e contou a Juliana que suspeitava que o boyzinho dela pegou a chave sem que ela percebesse e roubou o carro dela. Tava tentando ligar pra o pai pra contar do roubo.

Quem é mermo sem noção?

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online