. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




13 de fevereiro de 2003


(Conversa de telefone com uma tia-prima minha. É prima com idade, aparência e moral de tia!)
- Tia, há muito tempo eu tinha que te contar, mas nunca mais te vi. Fiz um piercing.
- Mentira. Você tá doida? Olhe que eu vou arrancar, viu?
- Que nada, tia, deixa de besteira.
- Miiiiirmã veeeelho, quando foi isso?
- Quer tirar onda, é? Ah, já faz um tempinho.
- Soubesse que eu me separei?
- Foi mermo, tia? Poxa, que legal. Nem tava sabendo.
- É, vai fazer um mês.
- Ó aí tia, agora tu também pode colocar um piercing.
- Boa idéia, vou colocar. Mas vou colocar no umbigo não, vou colocar lá, beeem naquele lugar.
- Tííía!
- É, minha amiga! 8 anos aquilo alí encalhado né brincadeira não. Vou fazer um piercing pra ver se desencalha logo de vez. Já tem tanta teia de aranha que tu nem imagina.
- Imagino mermo não, nem quero!
- Pra você vê...
- Tia, sem detalhes por favor! Já tô indo chamar minha mãe, viu?
- Mas...
- Um beeeeijo pra você. Tchau tia!

Vou te contar, só tem doido.

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online