. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




13 de janeiro de 2003


- Estou paquerando um português, minha filha. Antes eu era interestadual, agora sou internacional. Sou pobre como vocês não, que ficam tudo paquerando esses menininhos dessa cidade. Que por sinal, já enjoou, convenhamos!
- Sei, mas o carinha já viajou, e aí?
- Ah, tem problema não. Férias que vem, viajo pra encontrar com ele.
- Ai meu pai...perdeu a noção de vez! Olha só, você morar em Boa Viagem e entrar numa dança de salão em Casa Forte pra fazer par com um paquera, tudo bem, nem reclamo mais. Mas viajar pra Portugal só pra encontrar um carinha qualquer?!
- Ah não, minha filha! Tooootalmente diferente daquele idiota da dança de salão. Aquele era um imbecil. Esse não, é diferente!
- Tá certo. Na época da dança de salão tu falava a mesma coisa do outro, dizia que era diferente e tal.
- Ah, cansei desses menininhos daqui, agora sou chique. Vou pra Portugal e não quero nem saber. Ahhh, ele é lindo.

* *

Tsc.
Quem conhece, sabe o quão sem noção é essa minha amiga. Capaz de matar e morrer por alguém que conheceu cinco minutos atrás. De pedra!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online