. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




3 de dezembro de 2002


Quanto mais tempo eu tenho, menos tempo eu tenho.
Ok, ninguém entendeu nada, certo?! Uma viagem minha, mas eu explico...

Hoje eu tive um dia livre. Sem facú, sem compromissos, nem nada que me fizesse ter hora. Ia à praia, mas o dia amanheceu nublado. O que me restava então? Um dia inteirinho pra colocar todas os meus afazeres em ordem. Poderia ter arrumado meu guarda-roupa, meu baú, meus livros, meus cds...Poderia ter feito algumas coisas da faculdade que andam atrasadas, ter lido um livro, ter ido cortar o cabelo, ter ligado pra amigas distantes, ter mandado aquele email há tanto tempo prometido...Enfim, poderia ter feito tudo que não fiz antes por esperar um horário livre no meu dia-a-dia tão corrido.

E tudo o que consegui foi passar o dia inteiro olhando pro nada, com preguiça de me levantar da cama ou sair da frente do computador.

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online