. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




4 de dezembro de 2002


Perdi a hora hoje de manhã por causa de um sonho. Novamente o mesmo sonho, e mais uma vez sem final. Essa semana um acontecimento rápido e pequeno ainda não me deixou em paz. Nem em sonho e nem em pensamentos. Eu só queria saber como tudo isso acaba. Não que seja ruim, não que eu precise de um fim, mas é porque eu sei que essa será a melhor parte. Como num jogo, onde a gente espera ansiosamente pelo apito final.

Sei que nesses dias tem alguma coisa estranha acontecendo aqui dentro. Eu sei que vai passar logo, porque sempre passa. Mas enquanto não, talvez isso seja o meu ponto de apoio. Tudo aquilo que me fez forte durante tanto tempo. É isso! Me sinto leve e feliz.

A sensação é a mesma de ver um velho álbum de fotografias e se reconhecer naquela foto tão antiga.

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online