. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




3 de dezembro de 2002


Momento filosófico:

"Meu amor é eterno. Porém transferível!"
(Pérola da noite, no Tepan. Por Daniel.)

"Um brinde a nossa futura sogra. Pra que ela não se chame Esperança, porque esperança é a última que morre!"
(Mais uma de Daniel, durante um brinde, numa mesa de bar.)

"Impressionante como a felicidade é tão simples"
(Marisa. Durante o show de Cordel do Fogo Encantado)

"Engasgo é uma coisa que só a própria pessoa pode se ajudar."
(Minha mãe, tentando explicar porque não me ajudou na hora que eu quase morri engasgada com um pedaço de castanha)

"Vamo beber porque a gente vai morrer!"
(Renato, por email.)

"Acabei de chegar no trabalho. Estava na delegacia, acordei e meu carro tinha sido arrombado no meu próprio prédio. Foram roubados todos os meus CDs e meu som, além de coisas pessoais."
(Renato de novo. Em resposta ao meu email de "Bom dia!")

"Não, a gente não tá namorando porque meu pai não deixou eu namorar com um torcedor do Santa Cruz. É, ele faz parte da superestrutura ideológica que me reprime."
(Eu, recusando um pedido de namoro, depois de aprender esse novo termo e ficar com uma vontade incontrolável de usá-lo.)

Fim do momento filosófico de hoje!
Pode jogar o post na privada.

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online