. Calendário .






. Blogs outros .

Antipoético
Às vezes tudo...
Balde de gelo
Brenda Walsh
Canto de detalhes
Carbon Monoxide
Clarah Averbuck
Clarices
Cristiane Lisboa
Estradeira
Filosofia de Para-Choque
Garatuja
Kibe Loco
Namastê
Qual é a sua?
Pena & tinteiro
Playground
Redatoras de merda
Rita Apoena
Tudo palhaço
Um baiano em Sampa
Vodca barata





. Arquivos .




8 de dezembro de 2002


A coisa mais simples do mundo é entender a cabeça de uma mulher, meu amigo. Diferente de como você pensa. Não existe nenhum segredo, só precisa ter sensibilidade pra entender o que elas sentem. Te darei um exemplo bem claro e talvez, verídico.

Um dia o cara liga, eles ficam e depois ele some. Outro dia o cara liga, eles ficam e depois ele some de novo. Depois de um tempo ele liga de novo, eles ficam de novo e ele some de novo. Só que o grande defeito da mulher é que ela não gosta disso, mas agüenta tudo calada e vai suportando a situação, até que um dia ela cansa. E aí é ela que some!

Na cabeça dela, tudo muito claro. Cansou da situação, viu que aquilo não era tão importante pra ela (ou que já perdeu a importância que tinha) a ponto de ter que se passar por esse papel. Na cabeça dele, tudo confuso: -" Não entendo mulher! Um dia a gente fica e tá tudo numa boa. Sempre que ligo, a gente termina ficando e tudo tá na santa paz. Aí, do nada, ligo e ela tá puta e não quer mais nada. Definitivamente não entendo as mulheres. Só pode ser TPM!"

Não vou ficar aqui discutindo sexo dos anjos, até porque cabeça de mulher e de homem são enígmas que nunca serão desvendados totalmente. Mas que a gente complica coisas simples, isso é verdade! Espero que um dia você consiga entender o que estou dizendo. É fácil!

posted by Genivalda Joga pedra na Geni!




Powered By Blogger TM

online